Agente de viagens, que profissão é essa?

Agente de viagens, que profissão é essa?

Para ser agente de viagens não precisa conhecer o mundo, mas precisa pelo menos ter noção de geografia e de meteorologia.  Esse profissional é alguém que sabe para onde levar o cliente de acordo com suas necessidades,  tem que atender e perceber o perfil do cliente.  O agente de viagem não é muito diferente de uma vendedora qualquer, ela sabe vender tanto quanto, só que tem dominar o assunto “viagem”, assim como a vendedora de roupa entende de manequim e como a vendedora de carro entende de marca.

Para ser tornar uma agente de viagem é preciso ter ensino superior?

Não, não precisa. Qualquer pessoa pode ser desde que tenha aptidão para a venda e tenha conhecimento sobre viagens e turismo. Muitas empresas contratam funcionários “ crus” para poder moldar de acordo com suas necessidades, outras porque precisam sugar seus conhecimentos e outras para os dois ganharem (EMPRESA E  FUNCIONÁRIO). Mas essa ultima opção é difícil encontrar.

O que você precisa para trabalhar em um agencia de viagem?

1)      Saber o Código Fonético Aéreo Internacional (ALFA, BRAVO, CHARLES,  DELTA, ECO,….), você irá usar esse código até os últimos dias na agencia. Mas isso não é para falar com o cliente, mas com as operadoras de turismo, não sabe o que é? São códigos para falar com os fornecedores que prestam serviços para uma agencia de viagem. Como as companhias aéreas e os hotéis.

2)      Saber geografia: não vai dizer que Amsterdam fica no continente  americano ou que Nova York fica na Europa, ou que a capital da Bahia é rio de janeiro. Saiba diferenciar, cidades, estados, países e continentes.  Afinal de conta o cliente acha que você sabe mais que ele. Ele não vai te procurar se ele tiver conhecimento disso e se você errar feio assim, pode ter certeza que na sua agencia ele não voltará, pois credibilidade e domínio no assunto logo ele vai perceber que você não tem.

3)      Seja honesto: orientar o cliente é seu papel, se ele quer ir para o Iraque, avise-o dos perigos, como as coisas estão por lá e mostre que agora não dá. Ou você quer morrer quando ele voltar? Porque é isso que ele vai fazer com você.

4)      Sistemas: quando você entrar em uma agencia de viagens você vai ter que aprender alguns sistemas. Que sistemas são esses? De passagem aérea, você vai ver ou usar, o famoso AMADEUS ou o demônio do SABRE, são sistemas em código que você terá acesso a todos os voos nacionais e internacionais, mas  só serão visualizados com entradas de códigos corretos.  Agradeça a deus quando você entrar em uma agencia e tiver um sistema que não precisa de códigos, mas algo autodidata e você só coloca dia da ida e da volta do voo e o destino, e o resto o computador faz sozinho. Você só precisará clicar nas opções. Alguns sistemas que são assim são a CONFIANÇA, MUCHTOUR e BRT, são chamados de portais, tem muitos outros também, esses foram o que eu mais utilizei.

5)      Operadoras de turismo:  cada agencia trabalha com operadoras que necessitam, as operadoras são empresas que agregam um ou  mais serviços para vender para as agencia por um valor mais em conta para as agencias poderem vender para os clientes. Entre essas você ouvirá falar de TREND OPERADORA, TOURLINES, VITAL CARD, RESERVANDO,TAM VIAGENS, SCHULTZ, MAKTOUR, E-HTL, LUSANOVA, ABREU e muitas outras.

6)      Agencia: A maioria das agencia se resumem a um computador e uma impressora e muitos contatos.  Porque isso? As agencia terceirizam os serviços, quase todos. Elas não tem hotéis e nem um avião, ela revende isso através da hospedagem e do bilhete eletrônico, entendeu NE?  E quase nunca as agencias vendem o que sabem, como os seu conhecimentos, a famosa  consultoria ou assessoria. Muitos clientes entrar para pedir informações e então o agente de viagem passa todos os seus conhecimentos e o cliente vai e fecha com outra empresa, normalmente a que apresentar o serviço mais barato. O cliente sempre quer ter a melhor viagem por um preço de banana. O velho bom, bonito e barato. A maioria das agencias são familiares, ou seja, tem o dono, a funcionaria que é a filha, a sócia que é  esposa e assim por diante. Para você entrar em uma empresa dessas,  você terá que ser muito bom ou eles estarem querendo muito outra pessoa que não seja parente. As empresas maiores, sempre farão treinamento  com você e não irá ver o seu grau de parentesco  com a empresa. Nas pequenas quem faz o treinamento é sempre quem já trabalha há muito tempo e normalmente é alguém que não sabe passar o que sabe.

7)      CÓDIGO IATA DOS AEROPORTOS:  esses códigos servem somente quando está ligado a aviação, são códigos com 3 letras para identificar o aeroporto de destino do voo. Por exemplo,  Aeroporto de Belém tem o código (BEL), aeroporto de Fortaleza (FOR), aeroporto de Miami (MIA) mas não é sempre fácil assim, por exemplo, aeroporto de Belo Horizonte (CNF), aeroporto de Palmas (PMW), para que serve isso? Para entrar com os códigos nos sistemas, para colocar as siglas nos portais e para dar agilidade para o agente que não precisa colocar todo o nome da cidade, somente os códigos. Você nunca saberá todos, mas lembrará da maioria que você já tenha feito algum orçamento ou a repetição do uso. Caso não lembre, em alguns portais você pode colocar pesquisar código da cidade e então aparecerá.

8)      Linguagem técnica do turismo: com o tempo na agencia você perceberá que se usa muitas linguagens técnicas do qual se você não aprendeu no treinamento vai aprender no dia a dia. Segue alguns deles aqui Localizador, reserva, transfer ou translado, voucher, meia pensão, all inclusive, city tour, Overbooking, receptivo, PAX, no show,  Check-in, check-out, bloqueio, fretamento, reembolso  e outros, para que servem? Para uma melhor comunicação entre as pessoas que trabalham com a atividade turística, sejam operadoras, companhias aéreas, hotéis e serviços. Quando for usar alguns desses termos com o cliente explique o que é, se não o cliente não vai entender nada. Por exemplo, quando for falar de um localizador de uma passagem aérea para um cliente, você deve dizer que aquele localizador (LOC)é a identificação do passageiro parecido com o cpf ou RG da pessoa, através daquele código a companhia aérea saberá todos os dados do passageiro(pax), o voo, horário, forma de pagamento, nome e se o pax viajou ou não. Seja sempre claro.

9)      Atendimento: algumas agências de viagens trabalham tanto com o cliente físico quanto o cliente jurídico ou também chamado de cliente coorporativo, a maioria das agencia sobrevivem do cliente jurídico, esses clientes são empresas que tem um fluxo de viagem por mês onde compram sempre com a mesma agencia que muitas das vezes lhe oferece um desconto ou uma forma de pagamento diferenciada, tem empresas que compram  R$100.000 por mês com a agencia, quanto um cliente físico compra uma passagem para São Paulo ida e volta por R$600,00 ainda acha caro e ele nem viajará todo mês. O cliente jurídico solicita a passagem para a agencia e ele só diz “preciso estar em São Paulo na segunda-feira”, ele não quer saber se a passagem custa R$600,00 ou R$1.000,00, ele precisa estar lá e ele viaja todo mês e talvez toda semana ou mais ainda, tem reuniões em outros estados e vários funcionários que também necessitam viajar, muitas das vezes você falará somente com a secretaria que solicita as passagem para a agencia. Esses clientes às vezes precisam também de alugar um carro, de um hotel próximo a algum centro de convenções onde vai ter um evento ou qualquer outro segmento do turismo de negócios ou eventos, de passagem aérea, ou seja, de um suporte de viagem que supra as necessidades da empresa. Agora imagina uma agencia com vários clientes corporativos, umas 20 empresas, são clientes certos, que compraram todo mês. O cliente físico é instável, às vezes compra um pacote de viagens para família de R$8.000, mas somente nas férias, ou quando der para todos irem. Para uma agente de viagem que trabalha com comissão, o melhor é o cliente coorporativo do que o físico que você ainda nem conhece ou que ainda nem conquistou para comprar somente com você.

10)   Concorrência; muitas agências precisam rebolar para vender, os clientes estão usando mais a internet  e sem falar na concorrência, anteriormente tinha uma agencia em cada bairro agora elas estão uma do lado da outra. Você fará muitos orçamentos, muitos mesmo e vai depender do seu atendimento e dos serviços que tem para oferecer para a cliente comprar por você, não se engane, hoje em dia tem o cliente que pede para você mas compra pela internet e tem o cliente que pede um orçamento para você e liga para mais 15 agencias pedindo a mesma coisa.

Para ser uma agente de viagem precisa saber algumas dessas coisas, pois o conhecimento  vem com o tempo de vivencia na agencia, se ficou preocupada com isso, não tem motivo e se não ficou, parabéns.

Estou a dois anos e meio nessa aérea e na 5° agencia viagem que eu trabalho, adquiri alguns conhecimentos pois todas eram bem diferentes e ao mesmo tempo muito parecidas. As coisas dependem de como você as ver. No ambiente de trabalho seja critico e realista com você e fale sua opinião somente quando lhe perguntarem.  Se tiver alguma duvida ou alguma sugestão que queira que eu post aqui, enviei para o meu email contato@lucianabarbosa.net ou comenta aqui em baixo. Terei satisfação em responder.

Gostou? Compartilhe aqui:
  • Twitter
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • Yahoo! Buzz
  • Google Buzz
  • Add to favorites
  • Print
  • email
  • RSS

Sobre Luciana Souza

Concluiu Especialização em Gestão de Projetos pela Universidade Católica de Brasília UCB/DF. Possui graduação em Turismo pela Universidade Federal do Pará (2012) e formação técnica em Planejamento e Organização de eventos pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (2008). Atualmente trabalha como consultora e assessora de viagens, eventos e visto americano. Tem experiência na área de Turismo, com ênfase em agência de viagens, consultoria de visto americano, organizadora de eventos e já lecionou aulas de etiqueta empresarial, telemarketing, marketing pessoal, relacionamento, comunicação, recepção de eventos, relações interpessoais, ética e atendimento ao publico.
Esta entrada foi publicada em NOTICIA DE TURISMO. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas a Agente de viagens, que profissão é essa?

  1. GILMAR disse:

    Gostei!! Trabalhei 08 anos dentro de uma operadora aprendi muitas coisas, estou fora já faz mais de 20 anos.Trabalhei na época que se emitia bilhete manual e verificava reserva de voos no Panrotas. Os passageiros nessa época conhecia os hotéis pelo book de fotos. Época muito boa, hoje e muito mais fácil trabalhar nesse ramo.Sem dizer que a concorrência nessa época era menor e só viajava quem tinha uma condições favorável.

    Abraço a todos os amigos Agente de Viagens

  2. Luciana Souza disse:

    Prezado Gilmar, fico feliz que tenha gostado da postagem. Realmente essa atividade tem mudado bastante e acredito que ainda virá grandes mudanças.

    Saudações turismólogas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *